domingo, 4 de setembro de 2016

Em Salvador: Gov. Rui pede suspeição de juíza que concedeu liminares contra Alice



Rui pede suspeição de juíza ‘simpática’ ao PSDB que concedeu liminares contra Alice
Foto: Bruno Concha / Ag. Haack / Bahia Notícias/reprodução


O governador Rui Costa (PT) questionou, neste domingo (4), a isenção de uma juíza eleitoral que concedeu liminares contra a candidata à prefeitura de Salvador, Alice Portugal (PCdoB), após pedidos do prefeito ACM Neto (DEM). Até o momento, Alice já foi alvo de ao menos quatro representações, que a proibiram, por exemplo, de se referir ao democrata como “golpista”.

O governador, contudo, alertou que ao menos um dos magistrados responsáveis pelas liminares tem clara aproximação com os ideais de partidos adversários. “Eu acho que a disputa judicial faz parte da eleição. Agora eu estranhei o fato que eu soube, que uma das juízas que deu as liminares tinha, no Facebook dela, vários compartilhamentos de publicações do PSDB. Ou seja, é uma juíza que demonstrava publicamente a sua simpatia por um partido político”, afirmou, durante a inauguração da segunda etapa da Linha Vermelha. 

Segundo Rui, a Constituição proíbe que juízes tenham filiação partidária para permitir um julgamento com isenção. "Como é que se pode admitir uma juíza eleitoral que compartilha publicações de um partido político? Essa juíza não tem isenção para julgar nada. Ela devia se dar por impedida. Eu acho que os advogados de Alice tem que entrar com suspeição de todo e qualquer juiz que demonstrar claramente uma preferência partidária, porque senão a disputa fica desigual”, lamentou.

" Gov. dar o tom de seu autoritarismo" diz deputadoO deputado estadual Sandro Régis (DEM) criticou, neste domingo (4), a sugestão do governador Rui Costa (PT) de que uma das juízas que concedeu liminar contra a candidata Alice Portugal (PCdoB), que disputa a prefeitura de Salvador, teria “simpatia” pelo PSDB e deveria ser declarada suspeita (entenda aqui). Para o líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA), o governador baiano tentou “intimidar” o Poder Judiciário por causa de decisões “que proibiram o uso de propaganda de conteúdo calunioso, difamatório e injurioso pela candidata aliada contra o prefeito ACM Neto (DEM)”. “O governador Rui Costa deveria respeitar a independência dos Poderes e não tentar intimidar o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA) porque seus magistrados estão a cumprir o que determina a Lei”, acusou o parlamentar. “O governador está querendo que o TRE descumpra a legislação eleitoral e permita que a disputa municipal se transforme num festival de calúnias, difamações, injúrias e baixarias?”, questiona.

Segundo Régis, Rui mostraria conhecer pouco a Constituição ao afirmar que o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi um golpe de estado. “Ao desprezar o que prevê a lei e querer intimidar outros poderes, o governador Rui Costa dá o tom de seu autoritarismo”, afirma.

fonte:Bahianotícias/reprodução
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.