segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Em Salvador: Neto diz que o grande derrotado foi o governador Rui



                                               ACM Neto e o vice Bruno Reis/foto:Ascom pms/reprodução

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), reeleito neste domingo (2), atribuiu ao governador da Bahia, Rui Costa (PT) a maior derrota da eleição da capital baiana. Para ele, a falta de quantidade de votos para levar a candidata Alice Portugal (PCdoB), apoiada por Rui, configura uma derrota do governador.

“Eu não posso deixar de revelar que o governador foi o grande derrotado nesta eleição. Afinal, o PT não teve a capacidade de lançar um candidato e, além disso, a candidata que ele abraçou teve o resultado que teve [14,5% dos votos válidos]. Todos sabem que o governador assumiu um lado, trabalhou o que pode contra a nossa candidatura, mas o povo de Salvador falou mais alto”, criticou o democrata.

As urnas ainda não tinham sido abertas para o início da contagem de votos, quando ACM Neto convocou a imprensa para uma coletiva, no prédio onde mora, no Corredor da Vitória, área nobre de Salvador. Com cerca de 80% das urnas apuradas, o prefeito desceu para a sala de recepção. Ele acompanhou a apuração dos votos em seu apartamento, ao lado de familiares, amigos e políticos apoiadores.

“[O principal desafio da nova gestão] é consolidar as conquistas desses últimos anos e aperfeiçoar ainda mais. A gente vive um momento difícil no Brasil, um momento de crise econômica que afeta, em geral, as prefeituras. Isso sinaliza para um esforço adicional dos prefeitos eleitos neste domingo e eu tenho consciência do quanto será importante manter o equilíbrio das contas, pagar tudo em dia e garantir que a cidade continue funcionando”, disse o prefeito reeleito.

2018

Tanto ACM quanto Geddel desconversaram sobre a possibilidade de o prefeito passar a gestão para o vice, em 2018, para enfrentar Rui Costa nas urnas na disputa pelo governo do estado. Neto foi taxativo ao falar no assunto. “Não há nenhuma hipótese de eu discutir 2018 neste momento. Nós não estamos preocupados com 2018, não vamos tratar do assunto, sequer pensar”.

fonte:AG. Brasil c/adaptações
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.