terça-feira, 22 de março de 2016

Lava Jato: Marcelo Odebrecht oficializa delação premiada

O empresário Marcelo Odebrecht, ex-presidente da empreiteira, preso há mais de nove meses, oficializou a decisão de celebrar acordo de delação premiada. A coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder, havia revelado a negociação na edição de 7 de março. Essa decisão permite antever a definitiva deterioração do governo Dilma Rousseff e principalmente do ex-presidente Lula, que é suspeito de manter relações inapropriadas com a empreiteira. Lula é suspeito inclusive de tráfico internacional de influência, a serviço da empreiteira.

Além de Marcelo, os demais executivos da Odebrecht, presos na Operação Lava ato, também optaram pela delação premiada, assim como a empresa fará também acordo de leniência, pelo qual ganhará o direito de continuar prestando serviços ao setor público mediante pagamento de indenização, a ser definida, e entregar as autoridades que subornou.  O acordo de leniência vem sendo tratado pela empresa com a Controladoria Geral da União (CGU) desde dezembro.Em nota, a Odebrecht confirmou a decisão, chamando-a de "colaboração definitiva". Disse esperar que, com isso, que as revelações "contribuam com a Justiça brasileira" e promete "adotar novas práticas de relacionamento com a esfera pública".

O pai de Marcelo, Emílio Odebrecht, que retornou à gestão do grupo, um dos maiores do Brasil, vinha atuando no sentido de convencer o filho a celebrar o acordo de delação. Marcelo começou a contar detalhes considerados devastadores pela força-tarefa da Lava Jato, até para convencer os procuradores do Ministério Público Federal de que suas revelações são efetivamente importantes para o esclarecimento de detalhes da investigação, principalmente os políticos e as autoridades que subornou.

Fonte:Diáriodopoder

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.