segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Temer quer recolhimento no salário de 11% para 14% na previdência



Para agradar aos governadores, a reforma da da Previdência Social que será enviada pelo governo Michel Temer para a Câmara dos Deputados vai ampliar de 11% para 14% a alíquota de recolhimento  nos salários dos servidores públicos, segundo informações da coluna Radar Online, da revista Veja.
De acordo com a proposta, no setor privado, trabalhadores se aposentam com cerca de 50 anos, ao completar o tempo de contribuição (35 anos, homens e 30, mulheres). O governo quer idade mínima de 65 anos, chegando a 70 para novas gerações. No funcionalismo, já há idade mínima (60 anos, homens e 55, mulheres), mas subirá para igualar regimes.
Já o tempo mínimo de contribuição deve subir dos atuais 15 anos para 25 anos. No caso dos trabalhadores rurais, considerados segurados especiais, podeão se aposentar por idade (60 anos homens e 55, mulheres), bastando apenas comprovação da atividade no campo. O governo quer que esse segmento também passe a contribuir para o regime, com alíquota semelhante à do MEI, de 5%. A idade também vai subir. 

fonte:Veja/Bocãonews
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.