terça-feira, 26 de abril de 2016

Bahia: SESAB confirma morte de médica Cubana por H1N1

Médica morreu no dia 19 de abril - Foto: Reprodução l Facebook
foto:reprodução/facebook
A médica cubana Clara Elisa Gonzalez Mendez que morreu em Barreiras, no oeste da Bahia, no dia 19 de abril, foi vítima da gripe H1N1. O diagnóstico foi feito pelo Laboratório Central de Saúde Pública Professor Gonçalo Moniz (Lacen) e divulgado nesta terça-feira, 26, pela Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab).
Clara Elisa atendia no Programa de Saúde da Família (PSF) do Hospital Carmela Dutra em Bom Jesus da Lapa, no Vale do São Francisco. Depois de ser internada no hospital municipal de Bom Jesus, ela foi transferida para o Hospital do Oeste, em Barreiras, onde veio a óbito. O corpo da médica já foi levado e sepultado em Cuba.
Balanço
A morte da médica cubana ainda não integra o balanço de casos da gripe divulgado pela secretaria nesta manhã, que aponta nove mortes em todo o estado.
No total, foram contabilizados 38 casos da doença na Bahia, sendo que a maioria (22) foi em Salvador. Cinco pessoas morreram em decorrência desse tipo de gripe na capital baiana.

Também houve registro nos municípios de Lauro de Freitas (3), Guanambi (3), Vitória da Conquista (2), e Boquira, Boa Nova, Feira de Santana, Ibipeba, Ibirataia, Jacobina, Rio de Contas e Teixeira de Freitas, cada uma com um caso.
As mortes ocorreram em Salvador (5), Vitória da Conquista (1), Teixeira de Freitas (1), Ibipeba (1) e Boquira (1). Em todo Brasil, foram registradas 230 mortes em decorrência da H1N1.
Fonte:atardeonline
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.