quarta-feira, 15 de junho de 2016

Presidente interino se defende e diz que delação é "absolutamente inverídica"

Em nota, Temer se defende e diz que delação é 'absolutamente inverídica'
Foto: Lula Marques/Agência PT/REPRODUÇÃO
O presidente interino Michel Temer se defendeu nesta quarta-feira (15) das acusações de que negociou recursos ilícitos para campanhas eleitorais com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, delator da Lava Jato. Por meio de nota, através da Secretaria Especial de Comunicação Social da Casa Civil da Presidência da República, Temer afirmou que "sempre respeitou os limites legais para buscar recursos para campanhas" e que "jamais permitiu arrecadação fora dos ditames da lei". Ele também disse que é absolutamente inverídica a versão de que teria solicitado recursos ilícitos ao ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, pessoa que, segundo a nota, o peemedebista "mantinha relacionamento apenas formal e sem nenhuma proximidade".

Na delação, Machado afirmou que combinou com Temer a doação de 1,5 milhão de reais da Queiroz Galvão, como doação oficial à campanha do "menino" - referência ao  ex-peemedebista Gabriel Chalita, hoje no PDT e rompido politicamente com Temer. Leia na íntegra:
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.