segunda-feira, 18 de julho de 2016

Em Irecê: Justiça decreta prisão de suspeitos da morte de Cícero Nogueira


Justia-decreta-priso-preventiva-de-suspeitos-da-morte-de-Ccero-Nogueira-em-Irec
foto: da esquerda para direita, Edivaldo,Ananias e Expedito - PC/divulgação/reprodução

A justiça decretou o pedido de prisão preventiva de três suspeitos de assassinar o comerciante Cícero Nogueira da Silva, 62 anos. A vítima foi morta dentro da própria residência com pelo menos três tiros na noite do dia 21 de maio de 2016, em Irecê.

Segundo o MP, entre os suspeitos estão Edivaldo Nogueira da Silva, irmão da vítima, e os sobrinhos Ananias Borges Ribeiro, e Expedito Nogueira Neto ‘Neguinho’. Um quarto suspeito, Alan Alves Dourado, já havia sido preso pela Polícia Civil há cerca de quarenta dias, na comunidade de Salva Vidas, município de Ibipeba.

Depois de terem matado o comerciante, os criminosos ainda tentaram matar o filho da vítima, que foi socorrido ao Hospital Regional de Irecê.

O Dr. Gustavo Veras Nunes, Juiz titular da Vara Crime da Comarca da cidade de Irecê acatou o pedido do Ministério Público, que investiga o caso. Veras representou pela prisão, ressaltando a forma dolosa e premeditada do crime, o que foi confirmado pelo Ministério Público, que emitiu parecer favorável.

O promotor Rildo Mendes de Carvalho destacou em sua decisão que há requisitos suficientes para exigir a prisão preventiva dos suspeitos. No entendimento de Mendes eles [suspeitos] são ‘autores’ intelectuais do plano de execução para matar Cícero, por terem tido no passado desavenças familiares. Para Mendes, a prisão preventiva dos suspeitos garantirá o bom andamento das investigações.

Fonte:Caraíbas FM/reprodução
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.