quinta-feira, 13 de abril de 2017

Eleições 2018: FHC,Lula e Temer estão juntos para salvar seus partidos,diz a Folha




Michel Temer, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva estão juntos em um pacto pela sobrevivência do PMDB, PSDB e PT até, pelo menos, as eleições de 2018. O acordo, conforme a Folha de S.Paulo, passa pela manuntenção de Temer até 2018 e a realização de eleições diretas em outubro do ano que vem, com a participação de Lula. A tese dos bastidores é que não há tempo para uma condenação em segunda instância do petista até 2018, o que o deixaria inelegível.
Caso exista, haveria recursos em instâncias superiores. Desde novembro do ano passado, quando a Operação Lava Jato mostrou potencial de atingir novos setores políticos e econômicos, os três se reúnem para discutir medidas que limitem a operação e impeçam a quebra das legendas. De acordo com pessoas ouvidas pela Folha de S.Paulo, a avaliação do trio é que a Lava Jato quer eliminar a classe política e abrir espaço para um novo projeto de poder, este liderado pelos responsáveis pela investigação. O ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Nelson Jobim e o atual ministro Gilmar Mendes são os dois principais emissários dessas conversas. Jobim já almoçou com Temer e FHC, e já marcou de encontrar com Lula nos próximos dias. Gilmar, mais próximo do presidente, participa de negociações para articular um acordo para a reforma política, quando está em discussão a criminalização das doações eleitorais. A questão atinge os principais políticos brasileiros, inclusive Temer, Lula e FHC, três citados nas delações de executivos da Odebrecht por recebimento indevido de recursos. 




foto:bn montagem
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.