quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Incêndios: Bombeiros do Distrito Federal já estão na Chapada

fot5
Brigadistas da Defesa Civil Nacional durante desembarque em Lençóis | FOTO: Amanda Oliveira/GOVBA /reprodução
Uma equipe formada por 44 bombeiros militares do Distrito Federal já está na Chapada Diamantina para apoiar as ações de combate aos incêndios na região. O grupo chegou no Aeroporto de Lençóis, na tarde desta terça-feira (15), a bordo de um avião Hércules das Forças Armadas. Sua atuação na luta contra o fogo é resultado da articulação da Casa Civil do Estado, por meio da Defesa Civil baiana, com a Defesa Civil Nacional. Atualmente, a operação coordenada pelo programa Bahia Sem Fogo, do Governo do Estado, conta com 106 bombeiros militares, 40 brigadistas, oito peritos, quatro veículos tracionados (4×4), cinco helicópteros e seis aviões modelo air tractors (capazes de transportar até 3,8 mil litros d’água).
De acordo com informações, existem focos de incêndio em diferentes pontos da Chapada Diamantina, e as chamas avançam. Equipes conseguiram controlar o fogo na área da Cachoeira da Fumaça, no Vale do Capão (Palmeiras), e atualmente é feito o rescaldo desta área – um dos pontos de visitação que segue sendo necessário guia para fazer a trilha. Conforme publicação do Portal G1, o secretário de Meio Ambiente da Bahia, Eugênio Sppengler, disse que irá se reunir com o governador Rui Costa para falar sobre a situação na Chapada.
foto5
Existem focos de incêndio em diferentes pontos da Chapada Diamantina | FOTO: Amanda Oliveira/GOVBA/reeprodução |

Ainda de acordo com o G1, a analista ambiental do Parque Nacional (ICMBio), Marcela de Marins, apontou que o foco foi extinto na região da Gruta do Lapão, no município de Lençóis, entretanto novas chamas atingem a área da Serra do Veneno. “Esse novo foco surgiu perto do Rio Ribeirão, mas as equipes já estão concentradas, realizando o combate”, informa ao G1. No município de Palmeiras, o foco de incêndio na área do Morro Branco, que já tinha sido dado pelos brigadistas como controlado, aumentou e, conforme Marcela, o fogo segue em direção à área que compreende o Rio Capivara.
Ibicoara

Sobre o município de Ibicoara, a analista do ICMBio diz que houve o agravamento do incêndio na área de floresta na região próxima à Mata do Baixão, povoado que fica no sul do Parque Nacional. Dois locais que são atrativos para visitação, as regiões da Fumacinha e Véu de Noiva, permanecem interditados. Os demais pontos turísticos no município não foram atingidos.

Ao G1, a secretária de turismo de Ibicoara, Tatiana Portela, disse que o fogo que atinge a região há cerca de 10 dias foi ocasionado pela queda de raios. Ainda conforme a secretária, a preocupação dos brigadistas é tentar novamente controlar as chamas para impedir que o fogo avance sobre a comunidade. “Á área de mata onde ocorre o incêndio tem proximidade da comunidade. Caso não for debelado, o fogo pode avançar no sentido da comunidade Mata do Baixão. Mas tem bastante gente combatendo. Temos brigadistas do ICMBio, da cidade de Barra da Estiva e brigadistas locais”, destaca. 

Fonte:Jornal da Chapada c/informações da Secom/GOVBA e do Portal G1.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.