segunda-feira, 2 de janeiro de 2017

Irecê: Confira o secretariado do prefeito Elmo Vaz


                          
                                   Elmo Vaz anunciou a sua equipe de gestão hoje(2) - foto:reprodução/facebook Elmo Vaz
                                 O prof. Agnaldo foi empossado como secretário de Educação ao lado da subsecretária, a profª Jussara

O prefeito de Irecê Elmo Vaz(PSB) anunciou hoje(2)no auditório do IFBA, o seu secretariado que estará compondo a equipe de gestão para o período de 2017-2020.
Vaz destacou em sua apresentação que foi observado critérios técnicos, embora salientando que num processo político seja em que nível for, não se ganha uma eleição sozinho.
Com um slogan de "Terra do Coração da Gente " começa de fato, o governo Elmo Vaz.

Confira a equipe de  secretários e subsecretários:

Sec. Esportes,Cultura e Lazer - Profº Valderi de Carvalho
Subsecretário - Profº Solon Barreto

Secretária de Saúde - Ana Cássia Nunes Dourado
Subsecretário  - Daniel (ex-vereador)

Secretário de Fazenda - Julio Elias Dourado

Secretário de Comunicação - Radialista  Guel Dourado

Procurador do Município   -  Dr. Fernando Loula Dourado

Controladoria Interna -  Edivanilson Machado
Sub-controlador  Celso Cambuí (ex-vereador)

Indústria e Comércio -  Pedro Sodré

Secretário de Educação - Agnaldo Freitas
Subsecretária  Profª Jussara

Secretário de Governo - Arestides Dourado (o ex-vereador Borisco)

Secretário Desenvolvimento Social -  Ericio Batista(vice-prefeito)
Subsecretário  Gilvaci Matias( ex-vereador)

Secretário de Meio Ambiente - Francisco Borges(Chicão)
Subsecretário - Marcelo Dourado

Secretário Agricultura: Jazon Ferreira Primo Junior
Subsecretário: Ernani Dourado

Ouvidoria: Fabio Júnior Lino Nunes

Secretário Infraestrutura: Aldemar Macedo
Subsecretários: Osvaldo Neiva e Valdemir (Galeguinho)

Secretário de Administração: Wellington Elemar Matos 

O prefeito afirmou que estará enviando a câmera de vereadores projeto de reforma administrativa em que propõe a separação entre a secretaria de Esportes,Cultura e Lazer, tendo em vista a importância e o potencial da cultura para a cidade.

Diferente do que vinha sendo especulado na cidade, o ex- prefeito José das Virgens não irá participar da gestão de Elmo diretamente, e quando foi questionado sobre  a sua não nomeação para compor a equipe de governo, ele afirmou na Caraíbas FM que não ficou chateado. " Não estou chateado, pelo contrário, sou um conselheiro político de Elmo e fui avalista da sua candidatura  desde o primeiro momento". afirmou Zé.




Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

Um comentário:

  1. Olá, exmo. Sr. Prefeito Elmo Vaz, o motivo do meu contato é para falar sobre uma situação que está assolando o meu povoado - O mau aproveitamento das águas das chuvas e a falta de acesso às tecnologias sociais.
    Eu sou um pequeno agricultor familiar, resido no Povoado de Alto da Cruz de Uibaí - BA e, devido à escassez e irregularidade das chuvas, eu, e todos os outros pequenos produtores rurais do povoado, não estamos conseguindo cultivar as nossas terras, a nossa situação beira a miséria, pois mal temos água para beber, muito menos para molhar as nossas plantações, não temos como produzir e darmos uma vida digna às nossas famílias, por isso, venho em nome de todas as famílias, em especial as crianças, os jovens e as mulheres que sentem os efeitos da seca de maneira mais aguda, pedir que nos ajudem a implantar o projeto de Barraginhas e de Barragens Subterrâneas no nosso povoado, sei que a ASA implantou algumas delas Brasil afora, mas essa tecnologia, infelizmente, não chegou até o nosso povoado que tanto precisa, embora essa tecnologia poderá ser implantada em toda a nossa região.
    As nossas propriedades apresentam muitas características que propiciam aconstrução de Barragens Subterrâneas e também de Barraginhas, já que devido ao relevo acidentado, temos muitos pontos de enxurradas e erosões que estão destruindo as nossas terras; temos algumas áreas de riachos e baixadas, o que propicia a construção de Barragens Subterrâneas.
    Precisamos muito de apoio para implantar esse projeto e podermos voltar a produzir alimentos e rendas, em especial com a produção de mandioca, que, através da nossa casa de farinha que hoje encontra-se fechada, movimentava a economia do povoado, uma vez que envolvia toda a população no beneficiamento em geral.
    Pedimos que nos ajude a implantar esses projetos no nosso povoado, conforme disposto na Lei Ordinária 13.572 de 30 de Agosto de 2016 que Institui a Política Estadual de Convivência com o Semiárido e o Sistema Estadual de Convivência com o Semiárido, no que diz respeito ao acesso à água, conforme o artigo terceiro, como segue abaixo na próxima mensagem.

    Art. 3º Para os fins previstos desta Lei, considera-se:

    I - convivência com o semiárido: perspectiva orientadora da promoção do desenvolvimento sustentável do semiárido, cuja finalidade é a melhoria das condições de vida e a promoção da cidadania no campo e na cidade, por meio de iniciativas educacionais, sociais, econômicas, culturais, ambientais e tecnológicas, contextualizadas e adequadas à vida na região;

    II - universalização do acesso à água: a garantia de que todos, sem distinção de condição social ou renda, possam acessar a água em qualidade e em quantidade adequadas, observado o gradualismo planejado da eficácia das soluções, sem prejuízo da adequação às características locais, da saúde pública e de outros interesses coletivos;

    III - usos múltiplos dos recursos hídricos: princípio da Política Estadual de Recursos Hídricos em que se colocam todas as categorias de uso da água em igualdade de condições no que se refere ao acesso aos recursos hídricos, assegurando a todos o direito de uso;

    IV - eventos hidrológicos críticos: extremos de enchentes e secas, de origens naturais ou decorrentes do uso inadequado dos recursos naturais;

    V - longa estiagem: evento climático cuja duração estende a situação de escassez de água, expondo a risco pessoas, animais, vegetação e produção agropecuária;

    VI - evento climático extremo: eventos de grande impacto gerados por mudança do clima, determinantes de calamidade pública;

    VII - desenvolvimento sustentável: desenvolvimento capaz de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender às necessidades das futuras gerações;

    Agradecemos desde já pela compreensão e colaboração do prezado Prefeito e, pedimos que se sensibilize com a nossa situação.

    Aguardamos um retorno.

    Um afetuoso abraço de todas as famílias do povoado de Alto da Cruz de Uibaí - Bahia!

    ResponderExcluir

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.