quarta-feira, 8 de março de 2017

No TJ- BA: Sintaj organiza ‘protesto silencioso’ e cobra reunião com presidente

Sintaj organiza ‘protesto silencioso’ e cobra reunião com presidente do TJ-BA
Foto: Divulgação / Sintaj/reprodução
Os servidores ligados ao Sindicato dos Servidores dos Serviços Auxiliares do Poder Judiciário do estado (Sintaj) organizaram nesta quarta-feira (8) um “protesto silencioso” durante o pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA). Com camisas com os dizeres “presidente, respeite o servidor”, os funcionários criticam a desembargadora Maria do Socorro por não atender a categoria, principalmente porque ela teria conversado com o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinpojud). 
Após o encerramento do pleno, os servidores esperam conseguir uma reunião com a presidente do TJ-BA. O Sintaj tem uma pauta de reivindicações que inclui o reajuste salarial, com reposição inflacionária, e discussão sobre a Resolução 219 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), que modifica a disposição dos servidores de todo o Judiciário baiano. O sindicato alega que a presidente do tribunal vetou a participação da categoria na negociação e que deu apenas uma “passada rápida” em uma reunião organizada pelo grupo (entenda aqui). Socorro teria dito que os servidores não podem participar do debate sobre a redistribuição de servidores por ser uma questão técnica e objetiva. “Quando tiver concluído [o estudo] aí eu posso chamar os senhores. Não garanto que vai ser aquilo que vocês falarem, mas eu posso ouvir suas sugestões”, desconversou a magistrada.

fonte:BN
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.