quinta-feira, 9 de março de 2017

Salvador: Corpo de esposa de PM é sepultado, PC já identificou suspeito















foto:reprodução

O corpo de Flávia Antunes, 34 anos, foi sepultado na tarde desta quinta-feira (9), no cemitério Bosque da Paz. Ela era casada com o soldado da Policial Militar Cléber Fernando Santos, 32, e morreu durante uma tentativa de assalto em Vila de Abrantes, na quarta-feira (8). O suspeito do crime já foi identificado, mas ainda está sendo procurado. 


O crime

Segundo a polícia, Flávia saiu de casa com o marido no dia em que seria assassinada. Era por volta de 6h quando o casal deixou a casa onde morava, em Vila de Abrantes, no município de Camaçari, e seguiu até um ponto de ônibus onde Flávia pegaria a condução para o trabalho. 

A mulher já havia sido assaltada nesses mesmo local no passado e, por isso, o marido resolveu acompanhá-la. Eles estavam se aproximando do ponto de ônibus quando foram surpreendidos por um homem em uma bicicleta. Flávia reconheceu o suspeito como sendo o mesmo que já havia lhe assaltado e avisou a Cléber. 
"Quando o policial percebeu que era um assalto, ele e o assaltante sacaram as armas e trocaram tiros", contou a titular da 26ª Delegacia (Vila de Abrantes), Maria Danielle Monteiro, responsável pela investigação do caso.
Flávia foi baleada duas vezes, nas costas, enquanto Cléber foi atingido no ombro e na mão esquerda. Os dois foram socorridos para o Hospital Aeroporto, mas a mulher não resistiu aos ferimentos. O policial foi medicado e está fora de perigo. O suspeito conseguiu fugir. 
A delegada contou que os investigadores já identificaram o suspeito do crime e informou que ele tem outras passagens policiais. "Nós já sabemos que ele é e estou com equipes na rua tentando fazer a prisão, por isso, não posso divulgar o nome dele ainda", afirmou.
Flávia e Cléber estavam casados há um mês e não tem filhos. 
Quem tiver informações sobre o caso pode ajudar a polícia através do Disque Denúncia nos números (71) 3235-0000, para quem estiver em Salvador e Região Metropolitana, ou 181, para quem estiver no interior do estado. O sigilo é garantido.
fonte:Correio da Bahia c/adaptações
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.