sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Lava Jato: Criminalista baiano diz que há "ilegalidades gritantes" na condução do juiz Moro

Na avaliação do advogado criminalista baiano Gamil Föppel, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância, tem cometido irregularidades na condução da força-tarefa. 
"Não podemos deixar de apontar que há ilegalidades gritantes e até assustadoras. Eu não estou fazendo uma defesa da impunidade, quem praticou seus crimes que responda por eles, desde que respeitando as regras do devido processo legal. Se você perguntar para um estudante de direito se vale uma prisão temporária de oficio, que pode ser adiada, ele dirá que não. E lá em Curitiba houve prisões decretadas sem que o MP e a polícia tivessem pedido", disse Föppel na manhã desta sexta-feira (11), durante entrevista ao apresentador Zé Eduardo, na Metrópole FM.
No bate-papo, Gamil Föppel, que defende o peemedebista baiano Geddel Vieira Lima, falou sobre a repercussão política da operação na vida do seu cliente. "A repercussão que isso trará para ele não me preocupa tanto, mas a herança política que isso vai trazer para as próximas gerações, sim. Poderes super especiais? Os poderes de um juiz são poderes previstos em lei, não pode ir além da lei nem ficar aquém dela", apontou.

Foto: Tácio Moreira/ Metropress
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.