sexta-feira, 2 de junho de 2017

Imagem de Cristo armado é ‘ofensa ao povo’, diz arcebispo do Rio


Matéria The Guardian
Matéria The Guardian (The Guardian/Reprodução)
A ilustração de uma matéria do jornal britânico The Guardian, que mostra o Cristo Redentor segurando uma arma de fogo na mão esquerda e um saco de dinheiro na direita, provocou críticas nesta sexta-feira por parte de lideranças da Igreja Católica brasileira. A reportagem, cujo título é ‘Operação Lava Jato: é o maior escândalo de corrupção da história?’ , faz uma longa descrição dos impactos da Operação sobre o país, do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, da prisão de empresários bilionários, à crise política enfrentada atualmente pelo presidente Michel Temer.
O arcebispo do Rio de Janeiro, dom Orani Tempesta, classificou a ilustração como “ofensiva” e “desrespeitosa”. “O Cristo Redentor é símbolo de uma nação e também símbolo de uma fé. Ao representar o Redentor desta forma, o The Guardian ofende o povo brasileiro, porque isso é uma ofensa para o povo”, afirmou o arcebispo, em entrevista ao telejornal RJTV, da TV Globo.
“É um vilipêndio para os cristãos porque Cristo ensinou exatamente o contrário, ensinou que a gente devia amar o próximo, fazer bem ao outro e ser despojado. Quem não sabe respeitar o povo brasileiro, nem tampouco os cristãos, é lamentável. Nós lamentamos muito isso e pedimos que seja respeitada a imagem de Cristo”, completou Dom Orani.
A imagem também suscitou reações negativas na página do Facebook do veículo. Um internauta escreveu que a imagem foi “desrespeitosa” e que se fosse estampado “os símbolos de Brasília” a publicação teria sido “mais feliz e correta”.
 FONTE:Veja
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.