segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Baixo Sul: PM é morto a tiros após ser reconhecido por bandidos em Val

 Rogério tinha apenas 32 anos -foto:reprodução


O policial militar, Rogério Souza da Silva, 32 anos, da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi morto a tiros no bairro Tento, em Valença, que fica no Sul da Bahia no final da noite do último domingo (25). Eles levantavam  informações na localidade, quando foram cercados por uma quadrilha de tráfico de drogas de Valença e, em seguida, foram atingidos pelos disparos. Entre oito a 10 pessoas teriam participaram da ação, segundo informações da Polícia Civil. 
os, da 33ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi morto a tiros no bairro Tento, em Valença, que fica no Sul da Bahia no final da noite do último domingo (25).  

O soldado João Feitosa Plínio Júnior foi atingido por dois disparos no estômago, mas foi socorrido e levado para o Hospital de Santo Antônio de Jesus e deve ter alta nesta segunda-feira (26). Cinco suspeitos envolvidos na morte do policial foram mortos em confronto com a PM ainda na noite do domingo.

A quadrilha era liderada pelos irmãos Luciano de Iara e Cláudio de Iara, e pela dupla Adriano Bispo da Conceição e Rafael Ramos do Espírito Santo. Eles participaram do ataque contra os policiais.  

 
Dois suspeitos foram localizados por soldados da 33ª CIPM, no mesma região em que houve os disparos, mas a dupla - Adriano Bispo da Conceição e Rafael Ramos do Espírito Santo - resistiu à prisão e morreu no confronto, ainda na noite de ontem. Outros dois acusados de participação na morte, Leandro Santos de Almeida e outra pessoa não identificada, tentaram fugir de barco, mas foram alcançados ainda no atracadouro de Valença.  

Segundo a polícia, houve confronto e, no revide, ambos foram atingidos e não resistiram aos ferimentos e morreram. Um outro integrante, o quinto da quadrilha, foi localizado na manhã desta segunda-feira (26), no bairro da Bolívia, mas também resistiu à prisão e morreu, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-Ba). 

Outros três suspeitos, os irmãos, Luciano de Iara e Cláudio de Iara, e um homem conhecido como 'Danico' estão sendo procurados por policiais da 5ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) e 33ª CIPM, que fazem rondas pelo município.  

As demais circunstâncias do crime estão sendo investigadas e a expectativa é de que o soldado João Feitosa da Silva Plínio Júnior seja ouvido ainda nesta segunda-feira pela 5ª Coorpin.  
 
O sepultamento do policial militar foi realizado nesta segunda-feira (26), no Cemitério Alto do Campinho, em Valença , com grande acompanhamento da comunidade. Ele integrava há 7 anos o quadro funcional da PM. 

Fonte:Correio da Bahia c\adaptações






Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.