domingo, 11 de junho de 2017

Brasil: Alckmin e Doria dizem que fluxo não voltará à Cracolândia


Usuários de crack carregam seus pertences durante operação policial na Cracolândia, no centro de São Paulo - 11/06/2017 (Paulo Whitaker/Reuters/reprodução
O governador Geraldo Alckmin e o prefeito João Doria, ambos do PSDB, aprovaram a ação policial que retirou os usuários de drogas da Praça Princesa Isabel na manhã deste domingo, 11, no centro de São Paulo, e afirmaram que os dependentes não vão ficar no quadrilátero da antiga Cracolândia, onde o maior grupo se refugiou após a dispersão do fluxo pela polícia.
“(A Cracolândia) não vai voltar para a (Rua) Helvétia, não vai voltar”, afirmou Alckmin em coletiva de imprensa dentro do prédio de acolhimento do Programa Recomeço do governo estadual, após passar de carro em meio aos viciados que estão agora na Rua Helvétia. “Não há a menor hipótese de a Rua Helvétia, a Dino Bueno voltarem a ter o status que já tiveram no passado. Essa hipótese é zero, seja pela ação do Estado, seja pela ação do município”, completou Doria.
Tanto Alckmin quanto Doria enalteceram a operação da Polícia Militar, que prendeu dois traficantes e um dependente por agressão e retirou o acampamento de viciados da Praça Princesa Isabel, novo endereço da Cracolândia desde a primeira operação policial na região, há exatas três semanas. Para ambos, a dispersão vai facilitar a abordagem dos dependentes químicos pelos agentes sociais e dificultar a ação de traficantes que abastecem o fluxo.
fonte:Veja
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.