segunda-feira, 6 de junho de 2011

Educação: UNEB abre inscrições para mestrado profissional em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação




A UNEB abriu hoje (6) as inscrições para a primeira turma do mestrado profissional em Gestão e Tecnologias Aplicadas à Educação (Gestec).

O curso stricto sensu gratuito, vinculado ao Departamento de Educação (DEDC) do Campus I, em Salvador, está disponibilizando 50 vagas para as áreas de concentração em gestão da educação e redes sociais, e processos tecnológicos e redes sociais. Podem concorrer às vagas bacharéis, licenciados e tecnólogos de qualquer área do conhecimento.

De acordo com Ivan Novaes, coordenador do programa, existe uma grande expectativa da comunidade acadêmica do país depositada nesse mestrado da UNEB.

“No fórum regional de pró-reitores de pós-graduação (realizado no último mês de maio, em Fortaleza), foi feita uma menção sobre o nosso curso se tornar referência em mestrados profissionais de educação, ainda mais por ser o primeiro do Nordeste nessa área”, lembra Ivan.

O coordenador comentou sobre o entusiasmo demonstrado no mestrado por uma representante da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), vinculada ao Ministério da Educação (MEC), em visita à universidade, e o apoio que tem recebido da Reitoria e da Pró-Reitoria de Pós-Graduação (PPG) para o desenvolvimento do curso.

“Essa pós-graduação é uma experiência inovadora para todos nós, e pode preencher uma importante lacuna de docentes na rede pública”, enfatiza o pró-reitor José Cláudio Rocha (PPG).

As inscrições, com taxa de R$ 150, estão sendo efetuadas das 9h às 16h, na secretaria da pós-graduação. Os interessados devem apresentar o formulário de inscrição e os demais documentos exigidos em edital. Há também a opção de enviar a documentação autenticada pelos Correios (via Sedex).

A seleção consta de duas etapas: análise do currículo lattes e da proposta de trabalho, e entrevista. O resultado final será conhecido no dia 8 de agosto.

O mestrado profissional, diferentemente do acadêmico, tem como uma de suas características o estabelecimento de parcerias com diversas instituições.

“Essas parcerias, recomendadas pela Capes, funcionam na prática como uma troca de experiências profissionais”, comenta Ivan Novaes.

O coordenador explica ainda que o mestrado profissional é mais amplo que o acadêmico, pois, além de formar professores, prepara-os para a prática profissional.

“É por essa característica que ao final do mestrado os estudantes têm um número maior de opções para a realização do trabalho final, que incluem desde a tradicional dissertação até o desenvolvimento de produtos, programas de mídia e softwares”, completa o docente.

O programa da UNEB tem como parceiros o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), a Secretaria estadual da Educação (SEC), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba), o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Baiano (IFBaiano), o Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge) e a Faculdade Nobre (FAN), de Feira de Santana.

Esses convênios, segundo Ivan, não se dão somente por financiamento direto: “Podem ocorrer também por meio de projetos para o desenvolvimento de pesquisa e tecnologia, grupos de pesquisa e para a realização de eventos científicos”. Reportagem de Henrique Soares do núcleo de Jornalismo da UNEB.


Imagem:Google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pesquise

Carregando...