sexta-feira, 31 de julho de 2015

Greve nas estaduais: Surge novo impasse entre professores e governo



O governo e os professores das universidades estaduais se reuniram em nova mesa de negociação nesta sexta-feira (31), mas não se chegou a um acordo. Segundo o governo, “o movimento docente recusou a assinar o acordo elaborado conjuntamente”. 
O documento inclui a revogação da lei 7176/97 no prazo de 60 dias, além da criação de nova lei que concede mais autonomia às universidades. No mesmo prazo, o Estado também se comprometeu a implementar as promoções, progressões e mudanças de regime de trabalho cujos processos já tramitem nas secretarias de Educação e Administração.
Entre outros pontos, consta também na proposta de remanejamento de 252 vagas entre as classes, “viabilizando um volume maior de promoções para os docentes das quatro universidades”. “O Governo da Bahia, por meio das secretarias da Educação, da Administração e de Relações Institucionais, reafirma que continua aberto ao diálogo e espera que as Associações de Docentes reavaliem sua posição e assinem o acordo construído conjuntamente”, diz o governo em nota. Informações do BN.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.