quinta-feira, 28 de maio de 2015

Professores e Técnicos da UFBA deflagram greve

Professores da Ufba deflagram greve
Foto: Divulgação/reprodução
Os professores da Universidade Federal da Bahia (Ufba) decretaram greve imediata, nesta quinta-feira (28). Em reunião na área externa do Pavilhão de Aulas da Federação (PAF1), 212 professores acataram a paralisação que deve começar imediatamente. Oitenta e dois docentes foram contra e houveram quatro abstenções. Um dos motivos para a greve, é a falta de verbas com os cortes do governo federal.
Os técnicos administrativos da Universidade Federal da Bahia (Ufba) decretaram greve por tempo indeterminado nesta quinta-feira (28). A coordenadora do Sindicato dos Trabalhadores Administrativos da Ufba (Assufba), Aida Maia, acrescentou que não há previsão para uma nova assembleia. Segundo informações do G1, as principais reivindicações são questões salariais e condições de trabalho. "Estamos fazendo uma greve por não avançar as negociações com o governo. O que pedimos não é reajuste salarial, mas sim o que é de direito. Em 2012 conseguimos um reajuste de 15% que foi parcelado em três vezes. Recebemos a última parcela em março deste ano. Avaliando e comparando o que recebemos com a inflação, nós tivemos uma perda salarial de 27,3% e queremos o que perdemos", explicou Aida. Apesar da interrupção das atividades, os funcionários e o comando de greve fizeram uma programação para que os serviços necessários não deixem de serem prestados. "A Ufba tem dois hospitais-escola. A gente entende que o atendimento é essencial porque é um local que presta atendimento principalmente à população carente. Vamos nos revezar para atender ao público, mas o efetivo é menor", disse. 
 
Textos: BN c/ adptações
Foto 2:Reprodução bn
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.