sexta-feira, 30 de setembro de 2016

Lava Jato: Moro converte prisão de Palocci em preventina

Sérgio Moro converte prisão de Antonio Palocci e ex-assessor em preventiva
Foto: Renato Araújo / ABr/reprodução
O juiz federal Sérgio Moro determinou a conversão da prisão do ex-ministro Antonio Palocci e do ex-assessor dele, Branislav Kontic, passando de temporária para preventiva. Dessa forma, não há prazo para que eles fiquem em liberdade. A prisão temporária de ambos venceria nesta sexta-feira (30). Palocci e Kontic estão detidos na carceragem da Polícia Federal (PF), em Curitiba. 

Eles foram presos na 35ª fase da Operação Lava Jato, sob acusação de receberem propina para beneficiar a Odebrecht em contratos com o governo federal. "Considerando a causa das prisões preventivas, entre elas a prova, em cognição sumária, de que os investigados Antônio Palocci Filho e Branislav Kontic teriam intermediado o pagamento subreptício de milhões de dólares e de reais para campanhas eleitorais, inclusive para o pagamento de publicitários em conta secreta no exterior, o propósito da lei, de evitar interferência indevida nas eleições e proteger a sua integridade, parece ser mais bem servido com a prisão cautelar do que com a liberdade dos investigados", relata a decisão assinada por Moro, responsável pela Lava Jato em primeira instância.

A decisão do juiz segue o pedido da Polícia Federal e do Ministério Público Federal (MPF), que também defendiam a conversão da prisão. O Banco Central já bloqueou R$ 814 mil em três contas bancárias de Palocci e mais R$ 30 milhões de sua empresa de consultoria.Informações do BN.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Pesquise

Mais vistas

Marcadores

Seguidores

Total de visualizações

Tecnologia do Blogger.